BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


domingo, 7 de junho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 118- O DESPERTAR DE ANTIGOS MISTÉRIOS




"Temos acompanhado o destino dos remanescentes da humanidade na Terra depois que Poseidon submergiu e o povo passou a errar, procurando sobreviver às mudanças ocasionadas pela catástrofe. Sugerimos como o equivalente celestial do homem terreno, o Povo do Céu, deve tê-lo ajudado a empreender novamente o início de uma civilização. 


Traçamos a primeira cooperação entre os Dois Irmãos, um dos quais terreno e o outro do céu, e mostramos como este esforço cooperativo se tornou eficiente através de um sistema dualista de Ordem e Instrução" (Brinsley le Poer Trench) "Mas a região é muito grande, sabe? E as minhas investigações não vão senão até suas bordas" (James Hilton - Lost Horizon)



No que concerne à Arqueologia, na verdade sabemos muito pouco - ou talvez quase NADA. E essa afirmação torna-se inteiramente válida, notadamente quando se trata do Antigo Egito, onde a cada dia que passa novas e espantosas surpresas surgem. Apesar de tudo aquilo que foi saqueado, de tudo o que foi descoberto e revelado, estima-se que nem 30 por cento das maravilhas arqueológicas ali enterradas foram trazidas à luz. Nesta foto National Geographic, você vê a cabeça gigantesca de uma rainha cujo peso atinge 11 toneladas, recentemente desenterrada das milenares areias de Zagazig, situada a cerca de 80 quilômetros do Cairo. E se o restante desse monumento for encontrado, ela terá sido a maior estátua jamais encontrada naquela área. E não foi preciso muito esforço ou sequer a realização de algumas buscas para que esse sensacional achado viesse a ocorrer, uma vez que está atualmente acontecendo um fenômeno inusitado nas terras do Egito: os lençóis de água subterrâneos estão, cada vez mais, forçando as camadas superiores do solo, não somente ameaçando os monumentos existentes, como também trazendo à tona muitas coisas que jamais se sonhava que pudessem existir. Surpreendente, porém nada demais nisso! Não está mesmo escrito que tudo aquilo que esteve oculto e ocultado seria um dia finalmente revelado?


E por falar nisso, essa é a tradicional imagem da Esfinge de Gizé, a qual estamos acostumados. Um mistério ainda não inteiramente revelado - ou, melhor dizendo, desvelado - é ciosamente guardado por ela desde tempos imemoriais......


Mas nesta foto inédita (© Larry Orcutt), você a vê através de um ângulo novo e diferente: precisamente pela parte anterior. Interessante, não? Porém o mais interessante pode ser visto bem abaixo dela, precisamente na sua lateral inferior esquerda.....


SIM, nesta outra foto (também © Larry Orcutt), vemos uma entrada secreta para o seus subterrâneos, há pouco descoberta! Os mais recentes mapeamentos efetuados através da Magnometria têm atestado que, de fato, existem câmaras, túneis imensos, entradas secretas e muitas outras passagens, bem abaixo dela. Como aliás já era do conhecimento das Ordens Iniciáticas autênticas desde muitos séculos. Daí resultando que os pesquisadores e os arqueólogos não precisam despender tanto trabalho para procurar.....


.... Uma vez que (é sempre bom rever e recordar) os verdadeiros Iniciados, os autênticos Mestres, têm, cuidadosamente preservados desde milhares de anos, até mesmo os antigos mapas e os esquemas dessas passagens e dos TEMPLOS situados no subsolo da Esfinge, interligando-a ao complexo da Grande Pirâmide! E - quanto a isso devemos ter a mais absoluta certeza - muitas coisas espantosas se escondem lá por baixo (Ilustração: R+C AMORC).


Sem qualquer dúvida, o Egito guarda imensos segredos! Segredos que se um dia revelados causarão uma profunda revolução em todos os campos do conhecimento e da razão humana. Mistérios e segredos que dizem respeito à própria Gênese da nossa espécie; à visita e colonização da Terra por seres de outros mundos situados no espaço sideral, BEM COMO a comprovação quanto à existência das perdidas civilizações que hoje fazem parte apenas das tradições e das velhas lendas de todos os povos do planeta.


Perdidas e esquecidas civilizações, assim como a Atlântida, a Lemúria, e quem sabe muitas outras cujos nomes e identidades sequer suspeitamos - muito mais evoluídas do que a nossa.... E que por isso mesmo e igualmente podiam se locomover através dos céus, transmitir sons e imagens à distância e ainda empregar e se utilizar de tecnologias que sequer podemos vislumbrar. Culturas fantásticas que nasceram, cresceram e morreram - assim como algum dia forçosamente acontecerá conosco devido a uma Lei inflexível. E as provas quanto a isso existem realmente! E muito embora possam ser desprezadas ou comodamente ignoradas, verdadeiramente gritam aos nossos ouvidos através do seu silêncio por demais eloqüente e perturbador. Observe este "objeto de adorno", assim como o classificam os ditos "especialistas" e cuja idade remonta há milhares de anos. Agora responda sinceramente: - Não se trata da estilização pura e simples de uma aeronave?


E o quê dizer das evidentes LÂMPADAS, gravadas em profusão nos SUBTERRÂNEOS do templo de Denderah, Egito - murais em relevos cujas idades remontam há milhares de anos e nos comprovam o emprego de uma tecnologia extemporânea nos tempos dos faráos, ou seja, milhares de anos antes de Cristo e, portanto, antes da nossa própria época!


E não há mesmo muito o que discutir: vemos nitidamente os bulbos, os filamentos, os cabos, até mesmo um suporte de fixação - e algo que lembra um gerador, ou bateria de alimentação! Até hoje não se sabe como esses trabalhos belíssimos e muito bem elaborados dos murais em relevos e pinturas foram efetuados, por vezes a centenas de metros de profundidade, nas soturnas tumbas e nos magníficos templos. De onde você acha que teria vindo esse prodígio? Quem exatamente ensinou, ou teria entregado, isso a eles?


Pois é, nesse particular será sempre bom rever coisas como essa: na arquitrave do grande portal de um templo em Abydos, temos esses curiosos "hieróglifos desconhecidos", mostrando já nos tempos do Antigo Egito - ou seja, milhares de anos antes do nosso próprio tempo - nada menos que um helicóptero, dois aeroplanos e uma outra máquina não-identificada, possivelmente uma astronave ou foguete! Tudo isso teria existido antes, nas nebulosas e esquecidas épocas das perdidas civilizações - sendo o que temos HOJE, apenas e tão-somente, as meras redescobertas de uma tecnologia passada? Ou Mestres Desconhecidos teriam deixado isso como amostra para que, no futuro, a próxima civilização (isto é, a nossa) a empregasse? Ou quem sabe VIAJANTES DO TEMPO, vindos de um futuro distante, teriam deixado ali as suas marcas? É, de fato, uma região muito grande, imensa, e jamais conseguiremos sequer chegar às suas fantásticas bordas!


E se isso não for o suficiente, não custa nada rever esse outro milenar "brinquedo de criança egípcio", atualmente em exposição no Museu do Cairo. E que"criança" mais imaginosa, muito tempo antes de Cristo, teria fabricado isso! Fuselagem perfeita, leme, asas aerodinâmicas e até mesmo um trem de pouso.....! Local da sua descoberta? SACCARA!


Estranho? Sim, bastante. Também em Saccara, Tumba de Ptah-Hetep, Quinta Dinastia Egípcia (isso quando era permitida a visitação), os turistas mais atentos tinham a sua atenção despertada para algo bastante insólito existente neste velho mural. Vamos ver, então, mais perto, o quê despertara tanto a atenção da menina e de sua mãe, vistas na foto.....


..... Algo que, por sinal, já abordamos em diversas páginas anteriores deste Site: a nítida imagem de uma criatura alienígena humanóide - provavelmente do tipo "gray", ou "cinza" (vista na extremidade inferior esquerda da foto) - sendo objeto de adoração pelos antigos egípcios! Antes de essa imagem ser devidamente "censurada" pela conspiração oficial do silêncio, os assim chamados especialistas classificaram a criatura como uma "divindade desconhecida" - no que, em parte, tinham toda a razão: "desconhecida", sim. Mas essa coisa jamais compôs o Panteão Egípcio ou sequer pertenceu ao seu elaborado simbolismo religioso! Então, jamais teria sido uma "divindade" tipicamente egípcia.


Reveja-a, em tamanho grande e também colocada em preto e branco para melhor visualização. Não é mesmo chocante? E não deixe de reparar no inusitado formato do "braço" direito da bizarra criatura!


Por sua vez, na tumba de Akhti-Hetep (FOTO: © Bonechi), temos algo igualmente espantoso que os tradicionalistas classificam como "um egípcio rendendo homenagens a uma flor de lótus". E veja que "flor de lótus" mais marota é mesmo essa! Usa roupas - uma espécie de túnica ou avental sagrado - é dotada de olhos negros e exageradamente oblíquos, boca, e assim por diante. Além do mais, e ao que se saiba, os egípcios não ofereciam sacrifícios de alimentos para flores, tal como é visto neste antiqüíssimo mural. Aliás, esta bizarra "flor", assim como está bastante explícito na milenar imagem, se alimentava de patos, pães, bolos e frutas.....


...... Sutil, não? Observe agora com bastante atenção os bizarros detalhes desta curiosa "flor de lótus"......


E agora compare as duas representações murais, pertencentes a dois lugares e a dois períodos históricos distintos (tumbas de Ptah-Hetep e Akhti-Hetep) e tire as suas próprias conclusões. Essas duas bizarras "divindades desconhecidas", ou quem sabe marotíssimas "flores de lótus", não são absolutamente IDÊNTICAS? E por mais que tentem subestimar a inteligência das pessoas, tudo fica claro como a água cristalina de uma fonte: SÃO MESMO DOIS ALIENÍGENAS!!!


Alienígenas que, por sinal, desde muito tempo estão presentes no nosso mundo! Veja, por exemplo, o interior desta caverna situada nos EUA. E os dois turistas, cujas sombras aparecem na foto, sequer suspeitavam que estavam sendo "observados"......


..... Mas pelos olhos muito antigos e oblíquos de um alien do tipo "gray", esculpido na pedra e que a erosão das idades desde tempos pré-históricos sem conta não foi capaz apagar os nítidos contornos! Observe o negativo, à direita, para melhor visualização.


Há, sim, coisas estranhas e originárias de outros mundos, soterradas pelas idades e esquecidas pelo transcorrer inexorável do tempo, isso desde os alvoreceres do nosso planeta. Essa foto nos mostra, através de uma abertura efetuada por arqueólogos em um monumento não-identificado, muito provavelmente no Egito, o corpo talvez mumificado de uma entidade classificada como..... Alienígena!!!


Observe o rosto da estranha criatura, melhor visível no negativo à direita. Obviamente um alien!


E essas entidades desconhecidas talvez estejam muito mais próximas de nós do que possamos imaginar! Essa foto, de autoria ignorada, supostamente nos mostraria a presença de um alien do tipo "gray" no interior de uma instalação militar secreta norte-americana! E, portanto, em perfeita harmonia e ainda gozando da mais ampla interação com os seus "anfitriões".....


E esse detalhe, devidamente ampliado, nos mostra o quê exatamente a criatura estava fazendo no momento em que, sem perceber, foi fotografada: por intermédio de uma espécie de cristal facetado, comunicava-se com outras duas criaturas da sua própria espécie - cujas imagens aparecem no interior do objeto!!! Seria uma fraude? Mas se essa foto for mesmo uma fraude, assim como os céticos poderão alegar, não terá sido uma fraude, de fato, muito bem feita para se tratar de uma simples fraude?







HAARP: um projeto militar dos EUA que pode ser uma arma geofisica


HAARP: o projeto militar dos EUA que pode ser uma arma geofísica O Projeto HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program)


seria uma nova transição na indústria bélica, que já passou pelas fases de utilização das armas brancas, depois armas de fogo, as armas nucleares, armas biológicas e bacteriológicas, para então chegar ao patamar de armas geofísicas. Segundo estas teorias, seria possível controlar a movimentação das placas tectônicas (e assim criar terremotos), a temperatura atmosférica e até mesmo o nível de radiação que passa pela camada de ozônio.
Todas estas possibilidades podem gerar uma série de problemas para as populações atingidas em solo abaixo. Podendo atingir países inteiros, os desastres naturais podem minar e destruir economias, dizimar concentrações populacionais e gerar instabilidade e insegurança em toda a Terra.

O Futuro das comunicações ou uma arma de destruição em massa? Saiba o que envolve um dos projetos mais polêmicos do governo americano. 
Por Renan Hamann
Em 1993, começou a funcionar no Alasca (Estados Unidos) o HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program), um projeto de estudos sobre a ionosfera terrestre. O HAARP, que significa “Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência”, visaria  compreender melhor o funcionamento das transmissões de ondas de rádio na faixa da ionosfera, parte superior da atmosfera.
Segundo relatos oficiais, o projeto tem como objetivo principal ampliar o conhecimento obtido até hoje, sobre as propriedades físicas e elétricas da ionosfera terrestre. Com isso, seria possível melhorar o funcionamento de vários sistemas de comunicação e navegação, tanto civis quanto militares (o que gera desconfiança em grande parte dos conhecedores do HAARP). Para realizar estes estudos, as antenas de alta frequência do HAARP enviam ondas para a ionosfera visando a aquecê-la. Assim são estudados os efeitos das mais diversas interações de temperaturas e condições de pressão atmosférica. 
Gakona, no Alasca. Fonte da imagem: HAARP

Por que no Alasca?
A criação das instalações foi possível graças a uma parceria entre a Força Aérea Americana, a Marinha dos Estados Unidos e também da Universidade do Alasca. Esta última foi escolhida a dedo, graças à sua localização: a ionosfera sobre o Alasca é pouco estável, o que garante uma maior gama de condições para os estudos.
Outro fator que pendeu para que os pesquisadores escolhessem o Alasca é a ausência de grandes cidades nas proximidades. Assim, não há ruídos na captura de imagens e sinais, pois os sensores ficam localizados ao alto de algumas montanhas.  Também há informações de que este local sofreria o menor impacto ambiental entre as áreas candidatas a receber o HAARP.
Ionosfera: íons e mais íons
Esta faixa da atmosfera terrestre recebe este nome porque é bastante ionizada, ou seja, perde e ganha elétrons com facilidade, o que a deixa em constante carregamento elétrico. O grande agente ionizador da ionosfera é o sol, que irradia muita carga na direção da Terra, mas meteoritos e raios cósmicos também influenciam bastante na presença dos íons.

A densidade dos íons livres é variável e apresenta alterações de acordo com vários padrões temporais, hora do dia e estação do ano são os principais pontos de variação da ionosfera. Outro fenômeno interessante acontece a cada 11 anos (duração dos períodos dos Ciclos Solares), quando a densidade dos elétrons e a composição da ionosfera mudam drasticamente e acabam bloqueando qualquer comunicação em alta frequência.
Reflexão ionosférica
Há frequências de ondas que são, quase, completamente refletidas pela ionosfera quando aquecida pelas antenas HAARP. Os pesquisadores do HAARP pretendem provar que essa reflexão pode ser utilizada como um satélite para enviar informações entre localidades, facilitando as comunicações e também a navegação, melhorando os dispositivos GPS utilizados atualmente.
O problema é que ainda não se conhecem as reais propriedades da reflexão ionosférica. Além disso, há o fato de as propriedades da ionosfera se modificarem durante a noite, por exemplo, quando a altitude dela aumenta e as densidades ficam mais baixas. Essas variações tornam difícil uma padronização para o envio de ondas, independente do comprimento delas.
HAARP: um novo modo de estudo
Há várias formas de estudo das faixas da atmosfera terrestre. Para as camadas mais baixas, até mesmo balões meteorológicos podem ser utilizados para capturar dados sobre diferenças nas condições naturais. A camada de ozônio, por exemplo, é verificada com balões meteorológicos que realizam medições das taxas de radiação que ultrapassam pela atmosfera. 



Por ficar muito mais acima, balões meteorológicos e satélites não podem ser utilizados para realizar medições e análises sobre a ionosfera. Por isso o HAARP seria tão importante, já que utiliza a maneira mais eficiente de contatar o setor: antenas de emissão de ondas de frequência altíssima.
Os resultados são utilizados para entender como o sol influencia no sinal de rádio em diversas faixas de frequência. Utiliza-se também um “Aquecedor Ionosférico”, conhecido como “Instrumento de Investigação Ionosférica”, ele transmite frequências altas para modificar a ionosfera e entender os processos produzidos em sua composição.
As antenas do Instrumento de Investigação emitem sinais para altitudes entre 100 e 350 Km da atmosfera. Outros aparelhos do mesmo projeto são responsáveis pela recepção dos sinais, interpretando-os e permitindo a criação de relatórios sobre a dinâmica do plasma ionosférico e também sobre a interação entre o planeta e o sol.
Instalações do projeto espalhadas pelo planeta.

Aquecendo a ionosfera: riscos?
O HAARP (no Alasca) não é o único aquecedor ionosférico do planeta. Há também um localizado na Noruega e outro na Rússia. Todos eles realizam o mesmo processo: utilizam antenas de alta frequência para aquecer a ionosfera e criar uma aurora artificial.
Essa aurora artificial é muito aquecida, o que pode gerar elevação nas temperaturas em determinadas localidades do planeta. Em uma espécie de efeito estufa ionosférico, locais abaixo da ionosfera atingida pelas antenas do HAARP podem ter suas temperaturas elevadas em alguns graus centígrados.
O outro lado da moeda: as conspirações
Assim como boa parte de tudo o que é produzido sob tutela de alguma das forças armadas norte-americanas, o HAARP também gera uma série de desconfianças por parte das mentes mais conspiratórias. Ameaça global ou apenas melhorias nas tecnologias de comunicação? Confira as teorias de conspiração que envolvem este projeto.
Uma Arma geofísica: a denúncia da RÚSSIA
E nem todas estas teorias surgem de movimentos independentes. A prova disso aconteceu em 2002, quando o parlamento russo apresentou ao então presidente Vladimir Putin documentos que afirmavam veementemente que os Estados Unidos estariam produzindo um novo aparelho, capaz de interferir em todo o planeta, a partir de pontos isolados.
Vladimir Putin
O relatório dizia que o HAARP seria uma nova transição na indústria bélica, que já passou pelas fases de armas brancas, armas de fogo, armas nucleareas, armas biológicas e chegaria então ao patamar de armas geofísicas. Segundo estas teorias, seria possível controlar placas tectônicas, temperatura atmosférica e até mesmo o nível de radiação que passa pela camada de ozônio.
Todas estas possibilidades podem gerar uma série de problemas para as populações atingidas. Atingindo países inteiros, desastres naturais podem minar economias, dizimar concentrações populacionais e gerar instabilidade e insegurança em toda a Terra.
O Terremoto no Haiti
Quais seriam os efeitos dos controles de frequência sobre as placas tectônicas? Segundo a imprensa venezuelana a resposta é: terremoto. O jornal “Vive” afirma que teve acesso a documentos que comprovam a utilização do HAARP para manipular a geofísica caribenha e ocasionar os terremotos do Haiti, que causaram a morte de mais de 100 mil pessoas.
Caso esteja se perguntando os motivos para a escolha de um país tão pobre, as teorias conspiratórias também possuem a resposta para esta pergunta. Os Estados Unidos precisavam de um local para testar o potencial de sua nova arma. Os testes oceânicos não davam informações suficientes e atacar os inimigos no oriente médio seria suicídio comercial.
Afinal de contas, terremotos poderiam destruir poços de petróleo muito valiosos. Assim, o governo norte-americano viu no Haiti, um país já devastado, o perfeito alvo para seus testes. Sem potencial econômico e sem possuir desavenças com outros países, dificilmente haveria uma crise diplomática com a destruição do Haiti.

Terremoto no Haiti . Fonte da imagem: USAID Geographic Information Unit
Bloqueio militar
Outra teoria bastante defendida diz que os Estados Unidos poderiam causar um completo bloqueio militar a todas as outras nações do mundo. Causando interferências nas ondas ionosféricas habituais, impedindo que qualquer frequência seja refletida pela atmosfera e até mesmo que dispositivos de localização possam ser utilizados.
Para isso, a defesa norte-americana só precisaria aquecer a ionosfera com seus aquecedores HAARP. Com a potencia correta, todo o planeta ficaria em uma completa “escuridão” geográfica. Então, apenas quem possui o controle do aquecedor ionosférico poderia ter acesso aos dados de localização e navegação de seus veículos militares.
Também se fala em mapeamentos de todo o planeta em pouco minutos, pois as ondas de frequências extremas poderiam criar relatórios completos de tudo o que existe na superfície terrestre. Elementos vivos ou não, tudo poderia ser rastreado pelas ondas do HAARP. Pelo menos é o que dizem as teorias conspiratórias.
Controle mental
Existem ondas de rádio em diversas frequências, por mais que não sintonizemos nossos rádios para captá-las, elas estão no ar. O som também é emitido em frequências e há amplitudes delas que os ouvidos humanos não são capazes de captar, mas isso não quer dizer que elas não existam. Somando estes dois pontos, temos mais uma teoria conspiratória.
Utilizando uma mescla de ondas de rádio com frequência sonora, os Estados Unidos poderiam manipular a mente coletiva para que algum ideal fosse defendido ou algum governo rival fosse atacado. Enviando as informações para toda a população em frequências que não poderiam ser captadas por aparelhos, não demoraria para que a “lavagem cerebral” estivesse concluída.

Fonte da imagem: Marku 1988 
Há quem diga que este tipo de manipulação será utilizado em breve no IRÃ. O governo atual não é favorável às políticas norte-americanas, portanto seria vantajoso que o povo se rebelasse contra os seus líderes. Mensagens antigoverno seriam incutidas na mente do povo iraniano com o auxílio das antenas HAARP.
Nota sobre as teorias conspiratórias
É necessário lembrar que estas teorias são originadas em fontes que, muitas vezes, não possuem informações concretas sobre os assuntos tratados. Logo, a utilização delas neste artigo possui fins ilustrativos e não devem ser encaradas como verdades absolutas.
Pura ficção?
No desenho G.I. Joe: Resolute, o programa HAARP é capturado por vilões que desejam transformar o potencial do projeto em uma arma de destruição em massa. Além dos danos que citamos nas teorias conspiratórias, nesta história as antenas transformavam-se também em canhões de energia.
Enviando enormes quantidades de energia para a ionosfera, que refletia toda a energia de volta, os vilões poderiam acabar com qualquer lugar do planeta, apenas mirando e concentrando o poder energético das antenas de frequências altíssimas localizadas no Alasca.
Quando se fala no mundo real, tudo o que se tem de concreto sobre o HAARP é que estudos são feitos constantemente sobre a ionosfera terrestre para que ela possa ser transformada em uma antena de transmissão de informações, beneficiando as comunicações e sistemas de navegação.
Instalações em Gakona, Alasca. Fonte da imagem: HAARP

Mas será que é somente para isso que os investimentos bilionários do governo norte-americano estão sendo utilizados? Nunca foram revelados dados concretos sobre o dinheiro empregado no projeto, mas há especulações de que mais de 200 milhões de dólares sejam gastos por ano com as antenas do HAARP.







Sons Misteriosos estão sendo ouvidos em todo o planeta



Sons misteriosos e estranhos VEM SENDO OUVIDOS e gravados ao redor de todo o planeta… Uma série de estranhos 
sons, ruídos inexplicáveis, estão sendo reportados como acontecendo através de todo o planeta, desde a cidade do México, Kiev na Ucrânia, Manitoba no Canadá, Colorado nos EUA, Costa Rica na América Central, Samarahan na Malaysia, no interior da Inglaterra, na Bélgica e também em várias cidades no BRASIL. 


A frequência desses eventos parece estar aumentando. A gama de sons são descritos desde “bizarros e assustadores” para “um som industrial e mecânico.”


Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. E pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu esta vermelho-escuro. Hipócritas ! Sabeis, portanto discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer  OS SINAIS DOS TEMPOS? – Mateus 16: 2 e 3

O som parece ser unidirecional e não aparenta ter nenhuma fonte de origem específica, ou vir de uma fonte de graduação horizontal  deixando com a impressão de que eles estão vindo diretamente de cima ou de baixo da terra (de dentro do Planeta). 


Os vídeos abaixo são relatos desse novo fenômeno acústico global e inexplicável. São estes sons presságios de um desastre iminente, ou de mudança no campo eletromagnético, dos polos norte e sul e/ou uma indicação de que a litosfera do planeta está se movendo, ou algo mais?
Seria esse som misterioso as chamadas “TROMBETAS” anunciando a chegada do Apocalypse? Alguns pensam que o misterioso som ouvido na Costa Rica seria exatamente por esse motivo, a chegada do Apocalypse.
Ronny Quintero, um sismólogo disse que o evento deve ser estudado no local exato onde foram ouvidos as anomalias para determinar com certeza de que não houve terremoto naquele momento no local do som. Ele acrescentou que, dependendo da localização daqueles que afirmam que ouviram o  estrondo  ou “um som extenso parecido com um grande OOHH”  é fácil de descartar a possibilidade de movimentos tectônicos na região.

Sons vindos do céu vejam os OVNIS que a emitem?:


Sons misteriosos no céu de Tlalnepantla, México
Esta notícia abalou a web social dos costarriquenhos e agora parece que esse som é ouvido em todo o mundo, muitas pessoas estão lutando para descobrir o que este som misterioso poderia ser, qual a sua causa, origem, conseqüências, etc. As autoridades locais na Costa Rica ainda têm de comentar sobre o assunto, embora o OVSICORI, a organização governamental de vulcanologia e sismologia da Costa Rica declarar que não houve movimentos da Terra registradas no momento em que o estranho som aconteceu.
É importante notar que este som não foi produzido por ventos nem foi filmado em qualquer lugar perto do mar. O som foi ouvido em toda a extensão da região costarriquenha a partir de Heredia até Perez Zeledón.  Abaixo estão indicados vários vídeos do YouTube, inclusive sobre o evento na Costa Rica, mostrando como foi registrado o som e como ele se parecia, soava. 
O segundo vídeo foi filmado em Kiev, na Ucrânia, onde o som também se fez presente, assim como em muitos outros países ao redor do globo, INCLUSIVE JÁ REGISTRADO NO BRASIL TAMBÉM, onde parece que este mesmo som esta se fazendo presente e audível, EM ALTO E BOM SOM (não resisti) demonstrando que ALGO esta se desenvolvendo no planeta cujos efeitos materiais ainda não sentimos, mas que a existência desse som é o anúncio de mudanças planetárias E QUE PROVAVELMENTE INCLUI A MUDANÇA DO CAMPO ELETROMAGNÉTICO DO PLANETA COM A INVERSÃO DOS PÓLOS MAGNÉTICOS. Veremos.
VEJA E OUÇA O SOM NOS VÍDEOS INDICADOS A SEGUIR:

O estranho som também foi gravado na cidade do México, em e é muito semelhante ao som que foi ouvido e gravado em outras cidades e locais do planeta.

- COSTA RICA:


- UCRÂNIA: 


- Curitiba-BRASIL: 



- Santo André, São Paulo-BRASIL: http://youtu.be/Qf3R7N_X2IY
- EUA: Colorado, sons ouvidos antes de um TERREMOTO: http://www.youtube.com/watch?v=JArPkrS4LYQ&feature=related
- INGLATERRA, em Nottingham: http://youtu.be/X5pEcxszXjw
- CANADÁ: Montreal: http://youtu.be/DDBV6uveQ-w
Para saber mais veja em: http://en.wikipedia.org/wiki/Mistpouffers 




O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 117- OS PORTAIS MISTERIOSOS DO CÉU






"Pedra na pedra, o homem onde estava? Ar dentro do ar, o homem onde estava? Tempo no tempo, o homem onde estava?" (Pablo Neruda - Canto Geral)



Machu Picchu, a cidade sagrada dos Andes, com as suas monumentais e além de tudo assombrosas ruínas, que muito embora a ela oficialmente sejam atribuídas, verdadeiramente antedatam em muito à civilização Inca. Cidade que, segundo as velhas tradições, foi a "Moradia dos Deuses", ainda não totalmente explorada e guardando ainda muitos dos seus intrigantes enigmas. Na foto cima, você vê apenas um deles: sob um novo ângulo, o colossal rosto de um desconhecido personagem - voltado para o céu e inteiramente moldado na cadeia montanhosa que a cerca! Esta foto teria sido trabalhada por uma indústria de café, de modo a promover a propaganda do seu produto. Contudo, o perfil de um rosto existe realmente na montanha principal de Machu Picchu.


Trabalhado ou não, deseja vê-lo melhor? Vamos então rotacionar a mesma imagem e ainda colocá-la em negativo, à direita, para melhor visualização. Como, e mediante quais técnicas - teoricamente inexistentes na remotíssima antigüidade - poderia ter sido feita uma coisa dessas? E a nossa moderna Engenharia, ainda hoje e mesmo dispondo de todos os seus avançados recursos, seria capaz de fazer algo semelhante? Contudo, o mistério maior de Machu Picchu (UFOs que constantemente a sobrevoam à parte) será talvez a existência de um dos vários "Stargates" espalhados pelo mundo - portais dimensionais ou eventualmente físicos que conduzem a outras dimensões, ou quem sabe aos chamados mundos subterrâneos, interligados por uma vasta rede de túneis no subsolo de TODO o nosso planeta - e segundo as mais antigas Tradições habitados por raças desconhecidas e muito antigas, as quais ainda hoje os nativos as consideram como "deuses"!


Raças desconhecidas e muito antigas que deixaram as suas marcas, em locais, digamos, muito "especiais" e onde por certo estão (e um dia qualquer forçosamente serão encontradas) as chaves de uma ciência muito evoluída e aqui chegada "de fora" - em tempos imemoriais e esquecidos, provavelmente de outros mundos do espaço sideral! Na foto, pirâmides e portentosas construções situadas no México e oficialmente atribuídas aos Maias.


Não só nos monumentos arqueológicos desconhecidos que em todos os quadrantes do nosso mundo marcam esses lugares "especiais", há, igualmente, outros tipos de "sinais" espalhados por todos os recantos da Terra e que trazem uma mensagem ainda não decifrada - e além de tudo intimamente relacionada a essas portas, ou portais, para o desconhecido! Este curioso Crop Circle, surgido na Inglaterra em 1997, é interpretado pelos pesquisadores do fenômeno como sendo a representação de um "Stargate" - possivelmente situado no espaço sideral.


Há, precisamente nessa incomensurável vastidão do espaços sideral, certas regiões enigmáticas que já começam a despertar a atenção dos astrônomos e principalmente dos físicos de vanguarda. Notadamente pelas suas inusitadas características que de maneira muito provável os constituam como verdadeiros "Stargates", ou portais que permitem cruzar os desconhecidos meandros do tempo e do próprio espaço..... E por onde muito mais possivelmente se locomovam os misteriosos UFOs, encurtando assim as enormes distâncias do Universo! Na foto acima você vê um desses supostos portais, batizado pelos astrônomos como "O Olho de Deus". No seu negativo, à direita, podemos observar, bem ao centro, o seu núcleo, ou quem sabe uma espécie de túnel! Cientificamente, podemos dizer que "Stargates" são portais que conduzem de uma dimensão para outra - alinhamentos de uma poderosa energia interdimensional etérica situados entre dois pontos do espaço interestelar, os quais permitem que as suas altas energias vibracionais favoreçam não só cruzar as longas distâncias do espaço sideral, como também as enigmáticas nuances do "continuum espaço-tempo".


Profundos mistérios espreitam, rondam e permeiam este nosso pequeno planeta. Sabe-se que na Terra existem, já devidamente mapeados e identificados, nada menos que 12 desses portais - ou portas induzidas - através das quais se locomoveriam os UFOS.... Ou ainda onde os seus misteriosos tripulantes exerceriam as suas obscuras atividades.


Já são, inclusive e cientificamente, conhecidos como "grades" - ou pontos de interseções de forças poderosíssimas, energias sutis e extremamente desconhecidas situadas para muito além da nossa frágil compreensão!


O Triângulo das Bermudas, na região do Atlântico Norte é, sabidamente, um desses pontos mais expressivos. E talvez o mais perigoso de todos!


Regiões sombrias e misteriosas onde certos túneis, ou vórtices dimensionais, por sua vez também se manifestam abertamente. Nesta imagem de satélite, vemos um possível "Stargate" flagrado naquela malfadada região do Triângulo das Bermudas!


"Catorze Aviadores Militares Desaparecidos", diz essa antiga manchete de jornal - outra ocorrência sinistra na área do Triângulo, possivelmente se referindo ao VÔO-19 no qual nada menos que seis aviões da USAF sumiram - em 7 de dezembro de 1945 - em pleno ar, céu claro e sem deixar quaisquer vestígios! E o número de desaparecidos foi bem maior do que isso: o sexto avião, um Martin Mariner de resgate que foi enviado ao Triângulo para socorrer os cinco caças Avenger-TBM comandados pelo Tenente Charles Taylor, igualmente sumiu no ar com os seus 13 tripulantes.


E essas aberturas para o desconhecido, um fenômeno contínuo e que na falta de um nome melhor e mais apropriado podemos mesmo denominar "Stargates", continuam fazendo as suas vítimas.... Mesmo nos tempos mais recentes! Na foto um imenso Airbus A300, desaparecido em 1996 com todos os seus tripulantes e passageiros ainda na região das Bermudas. E não foi um caso isolado! Outras aeronaves desse porte têm desaparecido ou por vezes sido envolvidas em inexplicáveis "turbulências" naquela região. A grande dúvida é: - seriam armadilhas, redes dimensionais destinadas a capturar exemplares da nossa tecnologia e da nossa espécie, ou eventualmente as vítimas teriam de forma perigosa e inadvertida se aproximado em demasia de um desses "Stargates" em fase de operação no nosso mundo?


É, contudo e de fato, um fenômeno real - algo muito mais antigo do que possamos imaginar! Kimberley, na misteriosa Austrália, sítio arqueológico pré-histórico - e assim como já vimos na página anterior repleto de figuras de UFOs e alienígenas - tem também a sua marca do "Stargate". A ilustração acima nos mostra a clara representação da espiral (simbolismo cósmico), ou ainda circulos concêntricos, formando uma espécie de túnel dimensional - uma porta de entrada ou saída para algum lugar. Os raios que dele partem, em forma de mãos guardam notável semelhança com o sagrado simbolismo do Antigo Egito.


Raios em forma de mãos que descem à Terra, tal como insistentemente mostrados nos antigos murais egípcios......! E não há qualquer coincidência ou mera abstração nisso. Os antigos artistas, guiados pelos grandes Iniciados e os mais elevados Mestres, sabiam exatamente o QUÊ estavam retratando - o QUÊ exatamente e de maneira velada estavam transmitindo! Akhenaton, faraó da XVIII Dinastia e último representante de uma linhagem diferente e predestinada - vinda sabe-se lá de onde e que ocupara o trono desde os desconhecidos primórdios daquela avançada civilização - é um exemplo típico. Não só pelo o seu formato físico diferente - "marca registrada" daquela linhagem - como também os raios que descem à Terra de um "Stargate" atestam a sua procedência EXTRATERRESTRE!


A ilustração acima nos mostra uma cena que pode ter sido muito comum no Antigo Egito. As pirâmides são o elo mais notável com as portas, ou portais, dimensionais espalhados pelo nosso mundo. E, invariavelmente, há sempre a imagem de um "guardião" por perto delas!


Até hoje, as verdadeiras finalidades, bem como as poderosas propriedades das pirâmides deixadas em todas as partes do nosso planeta por uma civilização muito mais antiga do que possamos pensar (e cuja verdadeira origem é desconhecida), ainda não foram inteiramente reveladas, ou sequer identificadas. Contudo, uma coisa resulta bastante evidente - aliás já tendo sido mesmo cientificamente provada: forças portentosas e muito além da nossa imaginação as permeiam e além de tudo as cercam por todos os lados! Eses monumentos são poderosos instrumentos de integração Cósmica, interagindo entre o Microcosmo e o Macrocosmo, o céu e a Terra. Na ilustração acima, você vê a esquematização das ondas e dos potentes campos de forças gerados por um radiotelescópio - uma aparelhagem que de certa forma integra o espaço e a Terra. A grande dúvida portanto, é: - Esse instrumento formidável, tão utilizado pela nossa moderna Astronomia, teria sido inspirado nas antigas pirâmides..... Ou as antigas pirâmides teriam exercido as desconhecidas funções de radiotelescópios - por sinal muito mais eficientes e avançados do que os nossos? Em síntese, e diante de todas essas evidências, você analisa; você julga e, então, finalmente decide!


AS SENDAS DE UM PLANO INVISÍVEL
"Hoje, as linhas do Dragão correm pelo mundo sem serem assinaladas, seus caminhos foram esquecidos e o seu espírito desdenhado. Apesar disso, aumenta todos os anos o número de pessoas que visitam os lugares antigos, centros de um Plano Invisível, que cobriu o mundo inteiro, numa idade remota. Além do interesse que despertam entre os antiquários, estes lugares possuem uma atração a que muitos são suscetíveis.... As pessoas sensíveis experimentam o impulso magnético no interior de um círculo de pedras. Porque esses locais conservam ainda as marcas invisíveis de algum feito de mágica natural, realizado pelos adeptos do mundo antigo, viajantes do espaço e do tempo, Mestres da Revelação"
(John Michell)


Sim, não duvidemos: todo o nosso planeta apresenta os inegáveis vestígios, bem como as indeléveis marcas, da presença de uma cultura avançadíssima que em épocas muito remotas e esquecidas a visitara (ou habitou) a sua superfície. Nessa magnífica foto, vemos as intrigantes e além de tudo portentosas ruínas da cidadela de Machu Picchu, Peru - um dos maiores enigmas da Terra. Quem a construiu,como e quando? Não se sabe. Mas, como sempre, também ali há os restos de velhas pirâmides - por assim dizer, as "marcas registradas" dos antigos "deuses" astronautas.


E também podemos seguramente dizer que existe uma espécie de Geometria Sagrada, sempre interligando os grandes monumentos do passado remoto às visitas de avançadas civilizações de outros mundos ao nosso planeta. A ilustração acima - um UFO colossal sobre a magia estontente de Stonehenge, Inglaterra - torna-se, pois, bastante explícita.


E será precisamente no Egito que iremos encontrar as maiores e as principais evidências de uma antiga colonização da Terra! As mesmas pirâmides e as esfinges que se espalham pela superfície da Lua - e notadamente em MARTE - foram "importadas" para o nosso planeta..... Logicamente por quem VEIO DE LÁ! E será sempre bom lembrar que no Antigo Egito existia um templo misterioso, denominado Harmakhis, relacionado à Esfinge e possivelmente localizado nos seus subterrâneos. Harmakhis, por sua vez, era um dos nome do PLANETA MARTE no idioma egípcio arcaico! Não é mesmo batante revelador?


Os antigos egípcios eram extremamente sutis no seu elevado simbolismo. HÓRUS, o deus-falcão, na mitologia egípcia filho de Ísis e Osiris, tinha muitos atributos. Dentre eles, os títulos de "Morador da Casa Divina" e também "Aquele que abre os caminhos para o Sul, o poder das das DUAS TERRAS, e que abre os caminhos do Norte, o poder do Céu".


E também podemos notar as "marcas" de uma família obviamente alienígena através da conformação física e craniana dos soberanos (e dos seus familiares) das mais antigas Dinastias. São rostos diferentes, de criaturas pertencentes a uma linhagem que somente se reproduzia entre si - mas somente até a época do declínio daquela civilização e das invasões bárbaras. Na foto, busto de Akhenaton - soberano da XVIII Dinastia e último representante daquela raça altamente espiritualizada que se perpetuou no poder desde os primórdios da cultura egípcia.


E essas estonteantes verdades são escondidas justamente pelo fato de não existirem quaisquer explicações mais lógicas para esses intrigantes mistérios. Além disso, várias dessas múmias têm os vestígios de um tipo sangüíneo raríssimo, senão inexistente no nosso planeta.... E, por conseguinte, não pertencente a qualquer espécie humana conhecida!


E por falar nisso, observe que notável semelhança, algo incrivelmente idêntico! Uma visão da superfície do planeta Marte? Não! Trata-se de uma visão aérea do VALE DOS REIS, Egito - local onde foram cuidadosa e reverentemente escavadas as tumbas dos mais importantes soberanos daquele misteriosa e muito evoluída civilização! E não há qualquer coincidência nisso: a terra avermelhada, o relevo montanhoso..... Tudo, TUDO MESMO, foi inegavelmente feito para emular a superfície do planeta de origem dos grandes iniciadores do Egito, os quais em tempos muito remotos lá chegaram vindos de longe, muito longe - precisamente (e assim como atestam todas as evidências) da vastidão do espaço sideral!


Por sua vez, o VALE DAS RAINHAS, em uma região um pouco mais afastada, apresenta as mesmas surpreendentes características do distante planeta Marte. Uma lembrança atávica pura e simples. Como eram mesmo muito sutis os antigos egípcios nas grandes verdades que veladamente representavam....!


Os vestígios arqueológicos que se espalham pelo nosso mundo invariavelmente nos revelam certos monumentos os quais retratam rostos de criaturas que jamais foram nativas deste mundo. Essa curiosa estátua foi encontrada em território italiano, precisamente em 2001 pela expedição de Pietro Gaietto na localidade de Borzonasca. Os exames aos quais foi submetida detectaram a sua idade em 200 MIL ANOS! alguns arqueólogos pensam que o antigo artista retratou uma espécie humana (?) que se extinguiu há cerca de 150 mil anos. Gaietto, por sua vez, alerta para as controvérsias já que teoricamente os hominídeos, tais como o Homo Erectus, não eram capazes de adotar simbolismos ou criarem artes naqueles remotos tempos.


Na Indonésia, precisamente em meio à densa floresta tropical de Sulawesi, recentemente foram descobertos esses bizarros monumentos com milhares de anos de idade (estima-se que mais de 2 mil anos) e cujo número alcança mais de 400 exemplares. Não se sabe quem os edificou e tampouco foram encontrados quaisquer vestígios de ferramentas que tivessem sido utilizadas para tanto. São mini-esfinges, como aliás se pode ver na foto, além de outras representações de estranhos pássaros e bizarros animais. Os nativos da região acreditam que possa se tratar da demarcação de tumbas de uma raça desconhecida, porém nada mais foi revelado a respeito desse sensacional achado uma vez que, "visando a preservá-la", a região foi interditada e o acesso a ela rigorosamente proibido.


O nome é Stanton Drew e essa foto aérea nos mostra a mais recente e sensacional descoberta arqueológica efetuada na Inglaterra - de importância somente comparável aos sítios de Avebury e Stonehenge! Esse colossal e além de tudo perfeito círculo megalítico representa um intrigante mistério. Suas "avenidas" circulares, formadas por enormes blocos rochosos, simetricamente talhados, são originárias dos chamados tempos pré-históricos - onde teoricamente não existiam maquinárias e ferramentas capazes de realizar tais prodígios. Então, QUEM os realizou? Além do mais, isso foi feito para ser visto DO ALTO, assim como uma espécie de sinalização aérea, ou "marca". E - a pergunta se torna óbvia - QUEM podia voar naqueles tempos tão remotos?


Aqui, uma visão mais aproximada do colosso de Stanton Drew. Recentes pesquisas efetuadas através das avançadas técnicas da Magnometria, revelaram que aquele solo é essencialmente magnético e esses magnetismo reveste-se de "estranhas peculiaridades arqueológicas". Segundo os cientistas, algumas anomalias magnéticas detectadas atestam que poderia haver algumas coisas "muito especiais" enterradas ali. E por que não - perguntamos nós - um antigo UFO, uma nave extraterrestre, ou então as milenares criptas de entidades alienígenas? Os resultados têm sido considerados "surpreendentes" e eles concluíram que Stanton Drew "são ruínas muito mais elaboradas e importantes do que se possa sonhar". Abaixo desse grande e misterioso círculo, foram revelados padrões magnéticos de enormes poços subterrâneos cujos diâmetros variam de 23 a 95 metros! Há também aquilo que pode ser considerado um "templo" , ou uma grande câmara, igualmente erigida no subsolo e cujo diâmetro atinge nada menos que os 135 metros, por sete de altura!


Nada demais ou sequer fantasioso nisso! O QUÊ realmente se esconde por debaixo das pirâmides, como também de certos outros intrigantes monumentos espalhadas por todos os quadrantes do mundo? Monumentos vindos "de fora", para abrigar coisas igualmente vindas "DE FORA"? Esta é a pirâmide central de Chichen-Itzá, no Iucatan. Segundo as tradições que atravessaram milênios sem conta, ela teria sido erigida sobre U'A MÁQUINA CAPAZ DE VIAJAR NO TEMPO E NO ESPAÇO! E que "máquina capaz de viajar no tempo e no espaço" existia na remota antigüidade?


Por sua vez, a colossal Pirâmide da Lua, em Teotihuacán, ainda no Mexico, teria sido erigida sobre "um esquife de cristal contendo o corpo de UMA LENDÁRIA PRINCESA LOURA"! Uma princesa loura vinda exatamente DE ONDE?


Onde há fumaça, haverá certamente uma grande possibilidade de fogo! Não seria coincidência demais se tudo isso fosse meras lendas ou simples tradições? Segundo o Livro de Toth, antiga compilação de textos sagrados egípcios, a Grande Pirâmide de Gizé teria sido erguida sobre um BARCO CELESTE, igualmente capaz de viajar no tempo e no próprio espaço, cruzando TODOS os horizontes do céu! E porquê exatamente o Governo Egípcio proíbe (terminantemente) escavações arqueológicas no local, reservando a si quaisquer explorações naquela área - as quais, por sinal, jamais são efetuadas?


Esperamos, portanto - em um dia não muito distante - que um arqueólogo mais ousado - guiado pela Luz Imorredoura da Verdade e corajosamente desafiando a conspiração reinante, a pesada cortina de silêncio que encobre a nossa verdadeira Gênese e a nossa verdadeira História - se depare, nos subterrâneos sagrados e ocultos de um desses antigos monumentos, com uma maravilhosa astronave, através dos milênios sem conta cuidadosamente preservada, bem como localize e igualmente se maravilhe diante das tumbas herméticas contendo, apenas "adormecidas", as múmias dos nossos Primeiros Pais - os esquecidos Deuses Astronautas, os verdadeiros Mestres e os maiores Iniciadores da humanidade terrestre!




Total de visualizações de página

Página FaceBook