BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quinta-feira, 25 de junho de 2015

A exposição aos raios UV sozinha não causa câncer de pele



É um mito médico completo que “a exposição aos raios UV cause câncer de pele.” Esta ideia falsa é uma fabricação total da comunidade médica ignorante (dermatologistas) e empresas de protetores solares com fins lucrativos. 

A verdade é realmente mais complicada: O câncer de pele pode ser causado quando a exposição UV é combinada com crônicas deficiências nutricionais que criam vulnerabilidades na pele.





























Para desenvolver o câncer de pele, em outras palavras, você tem que comer uma dieta de junk food, evitar antioxidantes protetores, e em seguida também expor sua pele excessivamente ao sol. 

Todos estes três elementos são necessários. A medicina convencional ignora completamente as influências da dieta e se concentra inteiramente em um único fator: Usar protetor solar versus não usar protetor solar. 

Esta é uma abordagem unidimensional da questão que é grosseiramente simplificada ao 
ponto de ser enganosa.


























A indústria médica, ao que parece, não quer que as pessoas descubram poder literalmente comerem sua via para uma pele mais saudável. É incrível, realmente: Sua pele é feita integralmente dos alimentos que você come, então como poderia a dieta não afetar a saúde da sua pele? 

No entanto, ninguém na medicina convencional – nem os dermatologistas, nem médicos e nem os reguladores de saúde – ninguém têm a honestidade intelectual de admitir que o que você  come determina, em grande parte, como a nossa pele reage à exposição UV.

http://vitaminadbrasil.org/2013/02/19/7-coisas-surpreendentes-que-voce-deve-nao-saber-sobre-a-exposicao-de-luz-solar-e-protetor-solar/

Dr. Lair Ribeiro fala sobre a importância de tomar Sol












O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 151- O INEXPLICÁVEL REALMENTE EXISTE!






"Isto nos leva a um conjunto de fatos que qualquer um, tendo espírito verdadeiramente isento de preconceitos, deveria levar em consideração" (Jacques Bergier - O Livro do Inexplicável)



O DJED do Antigo Egito, assim como já vimos em página anterior, escondia por trás do seu simbolismo um artefato poderosíssimo - possivelmente um gerador ou possivelmente uma pilha nuclear. Nos quadros acima, podemos ver que as misteriosas lâmpadas do Templo de Hator, em Denderah, eram, de fato, interligadas a um DJED. Note-se que a serpente ( que claramente estiliza um filamento) era, por assim dizer, "alimentada" pela energia gerada pelo desconhecido artefato. Trata-se de algo realmente surpreendente, pelo simples fato de os dois braços que parte do DJED nitidamente indicarem uma realidade técnica: a de que todo filamento necessita de dois pólos - um negativo e outro positivo - para se tornar incandescente e assim emitir a sua luminosidade! Obviamente que tal tecnologia, teoricamente impossível de existir há muitos milênios atrás, veio de algum lugar. Mas de ONDE exatamente?


Desde muito tempo mesmo, a nossa Terra tem sido o foco da presença de diversas criaturas que não foram (e ainda não são) originárias deste mundo. Certas múmias bastante bizarras, encontradas em todas as partes do globo, claramente atestam essa fantástica realidade. Não estamos sós no Universo! (FOTO: © The X-Files)


Eis - um outro exemplo típico - a foto de uma múmia a qual, não podendo ser inteiramente identificada, um museu a rotulou como "a múmia de um macacosagrado egípcio". Note-se o grande volume do crânio; as feições humanas; a reduzida estatura; os longos braços; como também os estranhos dedos do pé - estes à mostra nas bandagens. E que "macaco" mais estranho é mesmo esse, não? (FOTO: AP)


Jamais poderemos afirmar que algo não existe, quando sequer conhecemos tudo aquilo que permanece oculto na nossa própria Terra. Eis uma recente surpresa na Paleontologia: cientistas brasileiros do Departamento de Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apresentaram em junho de 2005 o fóssil de uma espécie desconhecida de crocodilo que viveu no interior de São Paulo, Brasil, no período Cretáceo - ou seja, há cerca de 90 milhões de anos! (FOTO: Reuters)


Tal descoberta, considerada como uma das mais importantes da paleontologia brasileira, revelou algumas nuances inusitadas: segundo os cientistas, esses desconhecidos antepassados dos crocodilos chegavam a medir três metros e a pesar cerca de 400 quilos! As suas pernas ERETAS permitiam que percorressem grandes distâncias, e os orifícios nasais frontais confirmam que tinha hábitos terrestres e NÃO AQUÁTICOS. Além disso, uma protuberância sobre as órbitas protegia os olhos da radiação solar, além de serem dotados de uma estrutura nasal expressivamente maior. Os dentes afiados, em forma de serra, levaram à conclusão de que o animal era perigosamente um predador. - "Talvez tivessem até um comportamento canibal dentro da mesma espécie", afirmaram os surpresos cientistas envolvidos na análise dessa descoberta. (FOTO: Reuters)


Assim sendo, "não existe" - uma expressão simplista, tão cara aos céticos e aos debochados - é algo que, de nossa parte, simplesmente podemos dizer que, por se tratar de uma asserção inconsistente, também NÃO EXISTE. O que, igualmente e de maneira plena, se aplica aos chamados Discos Voadores, ou UFOS. Na foto acima, gentilmente enviada por um dos nossos estimados visitantes, um desses intrigantes objetos - visto ao fundo, logo atrás do Sol - quando flagrado em manobra de ascensão aqui mesmo no Brasil.


Por sua vez, algo muito misterioso foi recentemente fotografado quando, a uma altitude de cerca de 17,5 mil pés, sobrevoava o território dos EUA - precisamente por sobre o Magnolia Park, na Flórida. Essas imagens foram tomadas pela Aerials Express tendo sido o inusitado objeto voador em princípio classificado como um UFO.....


...... Porém, uma coisa bastante semelhante a essa foi fotografada quando rondava um aeroporto das proximidades e....


..... Também flagrada quando se manifestava no solo, em meio a uma paisagem deserta. Dobras dimensionais, portas induzidas - atalhos dimensionais que se abrem de quando em vez no nosos mundo para caçar navios aviões e seres humanos? "Wormholes", talvez avançados vetores para viagens através do tempo, chegando ao nosso momento atual? Sondas exploratórias advindas de algures? Quem saberia responder?


Pois é! Quando lhe disserem que alguma coisa "não existe", jamais confie plenamente nisso. Veja, por exemplo, esta outra antiga foto, também enviada por um dos nossos estimados visitantes. Nela, uma família posa para a posteridade, acompanhada por uma coisa bizarra e além de tudo insólita, que decididamente não estava presente naquele grupo. Observe a extremidade inferior esquerda da imagem....


..... E reveja o detalhe, bem como o seu negativo, devidamente ampliados. Que "raios" de coisa seria mesmo essa?


Há, de fato, apesar dos negadores e para total desespero deles, coisas verdadeiramente muito estranhas - em cima, ao nosso redor e até mesmo abaixo de nós! Sem muito alarde, por exemplo, arqueólogos norte-americanos trabalham atualmente na árdua desobstrução dessa misteriosa caverna, situada no território da antiga Checoslováquia - em um ponto qualquer nas proximidades das aldeias de Plavince e Lubocna - e mais precisamente a cerca de 49°2N e 20°7E. Eles seguem uma pista muito antiga (e além de tudo absolutamente confiável) que talvez se descortine resultando na mais sensacional descoberta arqueológica de todos os tempo! Tudo começou durante a Segunda Guerra Mundial, precisamente no distante ano de 1944, quando naquele país eclodiu uma sublevação contra as tropas invasoras. Árduos combates se sucederam naquelas ferrenhas lutas, causando entre eles muitas mortes e ferimentos. Um capitão da resistência eslovaca foi ferido juntamente com dois dos seus comandados e depois resgatados por um camponês residente nas proximidades. O tal camponês, cujo nome era Slavek, levou-os para um abrigo em local seguro, justamente no interior dessa caverna cuja entrada era, na época muito estreita, não sem antes ajoelhar-se e proferir orações, além de adotar atitudes estranhamente muito reverentes antes de nela penetrar, ajudando asim a esconder os combatentes feridos. Quando questionado por estes, respondeu que o local era "amaldiçoado e também assombrado por bruxarias", recomendando ainda que jamais se aprofundassem em demasia no seu interior. Por que? Porque havia, de fato, uma forte razão para isso - conforme um daqueles combatentes resgatados pôde mais tarde verificar:


Eis um mapa original da época, feito pelo atônito capitão. Dá mesmo para se notar que havia algo muito estranho lá dentro. A curiosidade é sempre mais forte. Contrariando todas as recomendações do camponês e usando tochas feitas com gordura dos morcegos que abundavam naquela caverna, ele penetrou cada vez mais no seu sepulcral interior por cerca de uma hora e meia, vencendo estreitas passagens e muitos obstáculos, até se deparar com uma coisa absolutamente fantástica: em meio a uma densa cortina de estalactites e estalagmites - o que prova a sua imensa antigüidade - uma colossal estrutura artificial em forma de crescente, perfeitamente encurvada, lisa como o vidro porém confeccionada em um material jamais visto no planeta Terra! Algo que descreveu como se fosse uma estranha mistura de aço, sílex e borracha!!! Sua cor era negro-azulada, seu diâmetro cerca de 25 metros.... Suas paredes com 2 metros de espessura, e além de tudo espantosamente resistente aos vários tiros de fuzil que desferiu contra ela, causando apenas ensurdecedores ecos e ribombos fortíssimos, segundo seu relato - "como se fossem os de um trem expresso" - bem como a emissão de estranhas faíscas azuis-esverdeadas que exalavam um odor acre. Em um certo ponto, a estrutura se apresentava com um aspecto canelado, ondulado verticalmente e muito mais quente do que o restante da superfície lisa. Devido à sua profundidade e às grandes dimensões não foi possível ao capitão contorná-lo para melhor explorar o insólito e indestrutível objeto. E além de tudo, aquela imensa estrutura artificial repousava sobre aquilo que o atônito capitão classificou como "enormes e sem fundos poços em lua crescente" - aparentemente todos também de natureza artificial! A guerra acabou e o assunto foi esquecido, restando apenas o antigo depoimento do capitão, o qual apesar de oficialmente publicado em 1965 no Boletim da Sociedade de Espeleologia dos EUA, muito estranhamente somente agora foi levado em consideração, muito embora por muitas décadas anteriores muitos soubessem disso porém silenciaram. Qual seria o perturbador mistério oculto nos tais"poços em lua crescente"? Os restos de uma muito antiga e desconhecida civilização? Ou, quem sabe e MUITO PROVAVELMENTE, os destroços de um UFO - ou então o que restou de uma enorme espaçonave vinda de muito longe e ali acidentada desde milênios?


Não se pode duvidar de nada! Há também as muitas provas de que várias civilizações viajam pelo Universo, deixando as marcas da sua passagem. E essas provas estão no nosso próprio Sistema Solar, muito principalmente em Marte. O nosso satélite natural, a Lua, também apresenta muitas curiosidades. Na foto acima vemos aquilo que a NASA denomina "Aristarchus Crater", ou "Cratera Aristarco". Observe bem e agora responda: - É mesmo uma cratera? Claro que não. Isso jamais foi uma cratera, uma vez que mais se assemelha com uma enorme edificação circular. Podemos notar aquilo que parece se tratar de muralhas no seu topo!


Sim, não há como negar certas evidências que saltam aos olhos. Muralhas - em outras palavras, EDIFICAÇÕES ARTIFICIAIS produzidas por seres inteligentes - estão espalhadas por todos os recantos do nosso Sistema Solar!


E este é o intrigante Phobos, um do satélites de Marte. Há fortes suspeitas de que ele tenha sido, na verdade, um satélite artificial - um corpo celeste atraído e colocado em órbita daquele planeta, juntamente com Deimos e de modo a estabilizar a sua rotação, pela antiga e muita avançada civilização que em uma certa época habitou o planeta vermelho, Desde muito as inexplicáveis anomalias verificadas nas órbitas desses dois estranhos satélites têm intrigado os Astrônomos..... (FOTO: NASA)


E foi precisamente em Phobos que também uma estranha emissão de luminosidade vinha desde muito intrigando a NASA e os seus cientistas.....


...... Uma foto, tomada em maior aproximação, revelou algo surpreendente: aparentemente uma PIRÂMIDE, ou talvez uma edificação qualquer evidentemente não produzida pelos habitantes da Terra! Note-se a sombra anômala que projeta, denotando assim o seu imenso tamanho.


E é também em Phobos que a NASA particularmente se interessou por essa área mostrada na foto. Há suspeitas de que a "coisa" mostrada na lateral esquerda e um pouco abaixo do centro da imagem sejam os restos de.... UMA ESPAÇONAVE DESTROÇADA - uma espaçonave que não é de origem terrestre! Claro que foram tomadas, mas torna-se evidente que as fotos em maior aproximação jamais serão divulgadas!


Mas, não seja por isso! Vamos cuidar disso agora mesmo e ampliar o estranho objeto para você. Note no negativo (à direita) o contraste produzido, revelando que ele não faz parte da paisagem circundante - não se tratando, portanto, de uma simples formação rochosa tal como as demais. Por sua vez, já no solo do planeta Marte, logo abaixo da órbita desse satélite, já foram fotografados alguns destroços de naves semelhantes a essa......


...... E por falar nisso, que tal rever uma outra estonteante foto tomada sobre a desolada superfície marciana por um antigo módulo da NASA? Claramente podemos ver uma espaçonave triangular e do mesmo tipo da anterior - evidentemente alienígena e avariada quem sabe há milênios - repousando para sempre nas suas avermelhadas areias. Pois é, Prezado Visitante, jamais duvidemos disso: - O INEXPLICÁVEL NOS CERCA POR TODOS OS LADOS..... E, por conseguinte, NÃO PODE SER NEGADO, UMA VEZ QUE REALMENTE EXISTE!







A importância da “VITAMINA” D3 – o que a indústria farmacêutica não quer que você saiba




A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, ela regula 3000 genes, o que é notável quando se considera que o corpo humano tem apenas entre 20-25,000 genes totais. 
A principal fonte de produção da vitamina se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância.




Alguns alimentos, especialmente peixes gordos, são fontes de vitamina D, mas é o sol o responsável por 80 a 90% da vitamina que o corpo recebe. Ela também pode ser produzida em laboratório e ser administrada na forma de suplemento, quando há a deficiência e para a prevenção e tratamento de uma série de doenças.
A vitamina D é necessária para a manutenção do tecido ósseo, ela também influencia consideravelmente no sistema imunológico, sendo interessante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla, e no processo de diferenciação celular, a falta deste nutriente favorece 17 tipos de câncer.



Esta substância ainda age na secreção hormonal e em diversas doenças crônicas não transmissíveis, entre elas a síndrome metabólica que tem como um dos componentes o diabetes tipo 2.
O consumo da vitamina D é essencial para as gestantes, a falta dela pode levar a abortos no primeiro trimestre. Já no final da gravidez, a carência do nutriente favorece a pré-eclâmpsia e aumenta as chances da criança ser autista.
A vitamina D foi denominada desta forma em 1922, pois naquela época acreditava-se que ela só poderia ser obtida por intermédio da alimentação. Ela foi batizada de D por ter sido a quarta substância descoberta, depois das vitaminas A, B e C. A partir da década de 1970 os pesquisadores descobriram que a vitamina D poderia ser sintetizada pelo organismo, ou seja, na realidade ela é um hormônio, não uma vitamina.
Recentemente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados sobre a alimentação do brasileiro, apontando que os níveis de vitamina D estão abaixo do recomendando para 99,2% das mulheres entre 19 e 59 anos e 99,6% dos homens da mesma idade.

Benefícios comprovados da vitamina D
Fortalece os ossos: A vitamina D é necessária para a absorção do cálcio pelos ossos. Pessoas com deficiência de vitamina D chegam a aproveitar 30% menos de cálcio proveniente da dieta. O cálcio é responsável por fortalecer ossos e dentes. A deficiência deste nutriente pode causar o raquitismo na infância e a osteoporose na vida adulta. Um exemplo da importância da combinação dessas duas substâncias é que sempre que a recomendação de suplementação de cálcio é recomendada ela é feita juntamente com a vitamina D para atuar na absorção do mineral.


Uma pesquisa feita pela Universidade de Zurique com 40.000 pessoas com mais de 65 anos observou que a suplementação de vitamina D reduz em 20% o risco de fraturas no quadril e em outras regiões com exceção da coluna vertebral.

Protege o coração: A vitamina D participa do controle das contrações do músculo cardíaco, necessárias para bombear o sangue para o corpo. Além disso, ela permite o relaxamento dos vasos sanguíneo e influencia na produção do principal hormônio regulador da pressão arterial, a renina.

A falta da vitamina D pode levar ao acúmulo de cálcio na artéria, favorecendo o risco de formação de placas. Com todas essas questões, as chances de desenvolver doenças cardiovasculares como insuficiência cardíaca, derrame e infarto são maiores em pessoas com deficiência de vitamina D.
Uma pesquisa feita com 50.000 homens pelo Harvard School of Public Health durante dez anos observou que aqueles que tinham deficiência em vitamina D possuíam duas vezes mais chances de sofrer um ataque cardíaco do que os homens que não tinham a deficiência.
Gravidez segura: A vitamina D é muito importante para as gestantes. No primeiro trimestre a falta dela pode levar a abortos. Em casos de abortos múltiplos no início da gravidez, pode ser que o sistema imunológico da mãe esteja rejeitando a implantação do embrião. Como a vitamina D age no sistema imunológico, ela pode corrigir este problema.

Além disso, no final da gravidez, a ausência da vitamina D pode causar a pré-eclâmpsia, doença na qual a gestante desenvolve a hipertensão. Afinal, esta substância influência na produção da renina, principal hormônio regulador da pressão arterial. A falta de vitamina D também aumenta as chances da criança ser autista, pois ela é importante para o desenvolvimento do cérebro do bebê.
Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition feita com mais de 1000 gestantes, observou que quando a mulher ingere a vitamina D os riscos do bebê desenvolver problemas respiratórios diminuem.
Outro estudo feito pela Universidade da Carolina do Sul, dos Estados Unidos, com 500 gestantes observou que o suplemento de vitamina D previne problemas como diabetes gestacional, parto prematuro e infecções.
Boa para prevenir e controlar o diabetes: O fato da vitamina D influenciar a produção de renina também é interessante para prevenir o diabetes, pois a falta desta substância favorece a doença. Além disso, a produção de insulina pelo pâncreas requer a participação da vitamina D.

Como a diabetes tipo 1 é uma doença autoimune, a vitamina D torna-se interessante por ser um imunoregulador que inibe seletivamente o tipo de resposta imunológica que provoca a reação contra o próprio organismo.
Um estudo realizado pelo Institute of Child Health da Inglaterra acompanhou 10.000 crianças finlandesas desde o nascimento e observou que aquelas que receberam regularmente suplementos da vitamina tiveram 90% menos chances de desenvolver diabetes tipo 1.
Boa para os músculos: A vitamina D contribui para a força muscular, portanto, sua ausência leva a perda dessa força e aumenta o risco de quedas e fraturas. Uma pesquisa feita pela Universidade de Zurique com pessoas acima de 65 anos observou que o consumo de vitamina D pode diminuir o risco de quedas em 19%.

Benefícios em estudo da vitamina D
Tratamento de doenças autoimunes: a vitamina D já está sendo utilizada no tratamento de doenças autoimunes, condição que ocorre quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo por engano. A vitamina D é um imunoreguloador que inibe seletivamente o tipo de resposta imunológica que provoca a reação contra o próprio organismo. O tratamento de doenças autoimunes com vitamina D é algo recente, mas é visto por especialistas como um grande avanço da medicina.

Algumas das doenças autoimunes que podem ser tratadas com altas doses de vitamina D são: esclerose múltipla, artrite reumatoide e problemas oftalmológicos que podem comprometer seriamente a visão do indivíduo e para os quais o tratamento costumava ser muito difícil.
O neurologista Cícero Galli Coimbra, professor associado e pesquisador da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), já tratou cerca de 1.200 pacientes com esclerose múltipla e muitos outros com diferentes tipos de doenças autoimunes utilizando principalmente o tratamento com doses de vitamina D.
O tratamento pode não só evitar que a doença avance como também proporcionar a recuperação de sequelas recentes. Tudo irá depender da doença e do tempo que a pessoa tem as sequelas, por isso o quanto antes iniciar o tratamento, melhor.
É importante ressaltar que este tipo de tratamento com suplementos de vitamina D deve ser realizados somente por médicos, pois o consumo em excesso da substância por conta própria pode causar sérios problemas para a saúde.
Outro estudo publicado no Journal of The American Medical Association feito com 7 milhões de norte-americanos constatou que o consumo de suplementos de vitamina D está associado ao menor risco de esclerose múltipla.

Previne e ajuda no tratamento do câncer: A falta de vitamina D favorece 17 tipos de câncer, como os de mama, próstata e melanoma. Isto ocorre porque a substância participa do processo de diferenciação celular, que mantém as células cardíacas como células cardíacas, as da pele como da pele e assim por diante. Desta maneira ela evita que as células se tornem cancerosas. Além disso, a vitamina D ainda promove a autodestruição das células cancerosas.
Por essas razões, alguns estudos mostraram que além de prevenir o câncer, o consumo de altas doses dessa substância pode ser eficaz no combate a determinados tipos de câncer. Porém, neste caso também é necessário que a ingestão dos suplementos de vitamina D sejam realizados com o acompanhamento médico.

De acordo com o National Cancer Institute dos Estados Unidos há diversos estudos que apontam que a vitamina D é uma aliada no tratamento do câncer, especialmente do colorretal, de próstata e do seio. Porém, o instituto também diz que ainda são necessários mais estudos.
Boa para autistas: Como a vitamina D é importante para o desenvolvimento do cérebro, ela ajuda a prevenir o autismo durante a gestação. Caso a pessoa tenha esta condição, continua interessante que ela obtenha a vitamina D, o que muitas vezes não ocorre facilmente por meio da exposição solar, fonte da substância, pois o indivíduo passa muito tempo em ambientes fechados.

Um estudo realizado pelo Children?s Hospital Oakland Research Institute, nos Estados Unidos, observou que três hormônios do cérebro que afetam o comportamento social, serotonina, ocitocina e vasopressina, são ativados pela vitamina D.
Previne gripe e resfriado: Este benefício tem sido estudado com base em alguns problemas causados pela falta de vitamina D. Crianças com deficiência de vitamina D tem mais chances de desenvolver infecções respiratórias. Já adultos com menores quantidades de vitamina D contraem mais resfriados e problemas no trato respiratório.

Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition que contou com a participação de 340 crianças japonesas durante quatro meses observou que os riscos de contrair gripe diminuiu no grupo que ingeriu o suplemento de vitamina D.
Diminui o risco de morte prematura: Uma pesquisa publicada no Archives odfInternal Medicine sugere que tomar suplementos de vitamina D podem reduzir as taxas de mortalidade. O estudo observou o resultado de 18 estudos que contaram no total com cerca de 60.000 participantes e constatou que o consumo de suplementos de vitamina D diminui em 7% o risco de mortalidade por qualquer causa.

Efeitos colaterais

Quando consumida dentro das quantidades recomendadas a vitamina D não tem efeitos colaterais. Porém, quando ingerida em excesso pode prejudicar os rins por causar o aumento da absorção de cálcio. Por isso, é importante que o consumo além do recomendado desta vitamina seja feito com acompanhamento médico.

O quanto obter de vitamina D

Segundo diversos estudos realizados recentemente, entre eles um da Universidade do Wisconsin, Estados Unidos, e outro da Universidade de Toronto, Canadá, a orientação para pessoas com mais de 50 quilos é consumir entre 5.000 e 10.000 unidades de vitamina D. O mesmo vale para as gestantes e lactantes.
No caso das crianças a orientação é ingerir até 1.000 unidades de vitamina D para cada 5 quilos de peso. Então, uma criança que pesa 30 quilos, por exemplo, pode ingerir até 6.000 unidades de vitamina D.

Como obter a vitamina D

Apesar de estar presente em alimentos de origem animal, estas comidas não possuem a quantidade de vitamina D que o organismo necessita. Por isso, para evitar a carência da substância é importante tomar de 15 a 20 minutos de sol ao dia. Braços e pernas devem estar expostos, pois a quantidade de vitamina D que será absorvida é proporcional a quantidade de pele que está exposta.
Ao se expor ao sol para obter a vitamina é importante não passar o filtro solar. Para se ter uma ideia, o protetor fator 8 inibe a retenção de vitamina D em 95% e um fator maior do que isso praticamente zera a produção da substância. Para evitar o câncer de pele, após os 15 a 20 minutos recomendados para obter a vitamina, passe o protetor solar.
As janelas também atrapalham a absorção da vitamina D. Isto porque os raios ultravioletas do tipo B (UVB), capazes de ativar a síntese da vitamina D, não conseguem atravessar os vidros.
A exposição ao sol da maneira recomendada irá proporcionar as 10 mil unidades de vitamina D. Como a exposição solar já irá proporcionar boas quantidades da substância, é importante que a necessidade do indivíduo seja analisada por um profissional da saúde a fim de saber se apenas o sol é o suficiente ou se é preciso uma alimentação rica na substância ou suplementação.

Eu sou deficiente de vitamina D?

A melhor maneira de descobrir a deficiência de vitamina D é fazer um teste de sangue que irá medir o nível da vitamina. Você pode pedir para o seu médico realizar o teste ou comprar um kit de teste caseiro para fazer você mesmo. No entanto, você certamente está deficiente de vitamina D se você tiver alguma das seguintes doenças e precisa consultar com seu médico a respeito da prevenção, bem como das opções curativas, logo que possível.
1.) Gripe – em um estudo publicado no Jornal de Cambridge, descobriu-se que a deficiência de vitamina D predispõe as crianças a doenças respiratórias. Um estudo de intervenção realizado mostrou que vitamina D reduz a incidência de infecções respiratórias em crianças.
2.) Fraqueza muscular – de acordo com Michael F. Holick, um especialista em vitamina D, a fraqueza muscular geralmente é causada por deficiência de vitamina D porque para os músculos esqueléticos funcionarem adequadamente, seus receptores de vitamina D devem ser suportados  pela vitamina D.
3.) Psoríase – em um estudo publicado pelo UK PubMed central, descobriu-se que os análogos sintéticos de vitamina D são úteis no tratamento da psoríase.
4.) Doença renal crônica – de acordo com Holick, pacientes com doenças renais crônica avançadas (especialmente aqueles que requerem diálise) são incapazes de produzir a forma ativa da vitamina D. Esses indivíduos precisam tomar 1,25-dihidroxivitamina D3 ou um dos seus análogos para apoiar o metabolismo do cálcio, diminuir os riscos de doenças ósseas ou renais e regular os níveis de paratormônio.
5.) Diabetes – um estudo realizado na Finlândia foi destaque no Lancet.com em que 10.366 crianças receberam 2.000 unidades internacionais (UI)/dia de vitamina D3 por dia durante o primeiro ano de vida. As crianças foram monitoradas por 31 anos e em todos eles, o risco de diabetes do tipo 1 foi reduzido em 80%.
6.) Asma – vitamina D pode reduzir a gravidade dos ataques de asma. Pesquisas realizadas no Japão revelaram que os ataques de asma em crianças em idade escolar foram significativamente reduzidos naqueles indivíduos que tomaram suplemento diário de vitamina D de 1.200 UI por dia.
7.) Doença periodontal – aqueles que sofrem desta doença crônica da gengiva que provoca inchaço e sangramento devem considerar aumentar seus níveis de vitamina D para a produção de defensinas e catelicidinas, compostos que contêm propriedades antimicrobiais e diminuem o número de bactérias na boca.
8.) Doenças cardiovasculares – insuficiência cardíaca congestiva está associada com deficiência de vitamina D. Pesquisa realizada na Universidade de Harvard entre enfermeiros encontrou que mulheres com níveis baixos de vitamina D (17 ng/m [42 nmol/L]) tiveram um aumento de 67% no risco de desenvolverem hipertensão.
9.) Esquizofrenia e depressão – estas doenças têm sido associadas a deficiência de vitamina D. Em um estudo, descobriu-se que manter suficiente vitamina D entre mulheres grávidas e durante a infância era necessária para satisfazer o receptor de vitamina D em todo o cérebro para o  seu desenvolvimento e manutenção da função mental na vida adulta.
10.) Câncer – pesquisadores da Georgetown University Medical Center , em Washington DC descobriram uma ligação entre a ingestão elevada de vitamina D e risco reduzido de câncer de mama. Esses resultados, apresentados na Associação americana para pesquisa do câncer, revelaram que o aumento de doses de vitamina do sol estava associado a uma redução de 75 por cento do surgimento geral de câncer e 50 por cento de total de câncer em casos de tumores entre aqueles que já possuíram a doença. Interessante foi a capacidade da suplementação de vitamina a ajudar a controlar o desenvolvimento e crescimento do câncer de mama, especialmente o câncer estrogênio-sensível.

A prevenção é proativa

Essas diferentes condições de saúde associadas com a deficiência de vitamina D não precisam ser algo a temer. Uma abordagem proativa de prevenção pode ajudar a evitar as doenças crônicas muito associadas com deficiência de vitamina D. Por um lado, milhares de dólares podem ser economizados, sem mencionar a paz de espírito, simplesmente, à custa de uma caminhada sob o sol. Guarde os guarda-chuvas e sombrinhas apenas para os dias chuvosos.
Vídeos sobre o assunto

Dr. Lair Ribeiro fala sobre a “Vitamina D3″



https://www.youtube.com/watch?v=v6ueXpHLdy8

Dr. Juarez fala a respeito da “Vitamina D3″

E muitos outros vídeos… Pesquise no youtube.

O PODER DA PALAVRA, DO SOM, DO PENSAMENTO




O Professor e pesquisador Masaru Emoto analisou amostras retiradas de diferentes locais e também a água congelada após exposição a palavras e sons que exprimem os sentimentos humanos.




A água tem uma mensagem muito importante para nós. A água está nos dizendo para olharmos muito mais profundamente os nossos egos. Quando nós olhamos nossos egos através do espelho da água, a mensagem torna-se surpreendente, límpida, inteligível. Nós sabemos que a vida humana está conectada diretamente à qualidade de nossa água, dentro e em torno de nós.



As fotografias e as informações neste artigo refletem o trabalho de Masaru Emoto, um criativo e o visionário pesquisador japonês. O Sr. Emoto publicou um livro importante, "A Mensagem da Água", com as descobertas da pesquisa mundial que foi realizada por ele. Se você tem qualquer dúvida de que seus pensamentos afetam tudo em, e ao redor de você, as informações e fotografias que são apresentadas aqui, tiradas do livro com os resultados da pesquisa publicada por Emoto, mudarão sua mente e alterarão suas convicções profundamente.



Com o trabalho do Sr. Emoto ficamos munidos de evidência efetiva de que a energias vibracionais humanas, pensamentos, palavras, idéias e músicas, afetam a estrutura molecular da água. A mesma água que compreende 60% de um corpo humano maduro e cobre a mesma proporção do nosso planeta. A água é a fonte de toda a vida neste planeta, e qualidade e integridade são vitalmente importantes a todas as formas de vida. O corpo é como uma esponja e está composto de trilhões de câmaras chamadas células que comportam líquido. A qualidade de nossa vida está diretamente ligada à qualidade de nossa água.



A água é uma substância muito maleável. Sua forma física adapta-se facilmente ao que o ambiente contém. Mas a aparência física não é a única coisa que muda, sua estrutura molecular também muda. A energia ou as vibrações do ambiente mudarão a forma molecular da água. Neste sentido a água tem, não somente a habilidade de refletir visualmente o ambiente, mas também reflete molecularmente este ambiente.
O Sr. Emoto documentou visualmente estas mudanças moleculares na água por meio de suas técnicas fotográficas. Ele congelou gotas de água e examinou-as então sob um microscópio de campo escuro dotado de recursos fotográficos. Seu trabalho demonstra claramente a diversidade da estrutura molecular da água e do efeito do ambiente sobre a sua respectiva estrutura molecular.



A neve tem caído sobre a Terra por mais de alguns milhões de anos. Cada floco de neve, como já dissemos, tem uma forma e uma estrutura muito originais. Congelando a água e examinando a fotografia da estrutura, como o Sr. Emoto fez, você obterá incríveis informações a respeito da água.
Sr. Emoto descobriu muitas diferenças fascinantes nas estruturas cristalinas da água de muitas fontes diferentes e condições diferentes ao redor do planeta. A nascente de água pura que jorra da montanha, mostra maravilhosos desenhos geométricos em seus padrões cristalinos. Águas poluídas e tóxicas das áreas industriais e povoadas, águas estagnadas das tubulações e represadas em armazenamentos mostram estruturas cristalinas definitivamente distorcidas e formadas aleatoriamente.




Com a popularidade recente da terapia da música, o Sr. Emoto decidiu observar que efeito a música tem na estrutura da água. Colocou uma água destilada entre dois altofalantes por diversas horas e fotografou então os cristais que se formaram depois que a água foi congelada.


Após ter visto como a água reagia às circunstâncias ambientais, poluição e música, o sr. Emoto e seus colegas decidiram observar como os pensamentos e as palavras afetavam a formação de águas destiladas não tratadas e águas puras, usando palavras datilografadas em papel por um processador de texto e coladas nos frascos de vidro durante a noite. O mesmo procedimento foi executado usando os nomes de pessoas falecidas. As águas foram então congeladas e fotografadas.


O trabalho extraordinário de Masaru Emoto é uma revelação surpreendente, e é uma ferramenta poderosa que pode mudar nossas percepções de nós mesmos e do mundo em que vivemos para sempre. Nós temos evidências profundas de que nós podemos curar positivamente e podemos transformar a nós mesmos e ao nosso planeta pelos pensamentos que nós escolhemos pensar e as maneiras como colocamos estes pensamentos em ação.
Estas fotografias mostram os incríveis reflexos da água, como viva e altamente responsiva a cada uma de nossas emoções e pensamentos. Ficou claro que a água facilmente assimila as vibrações e as energias do ambiente, seja tóxico e poluído ou naturalmente puro.

Técnica proposta pela Conscienciologia para promover a limpeza energética veja o vídeo, que traz, no início, breve explicação da técnica.

Estou aprendendo!  Por instantes, consigo estar atenta, acordada, presente. O medo, a insegurança, a irritação com as coisas que ocorrem diferentemente das minhas expectativas surgem mais claramente nesse processo, desnudando falsas seguranças. De início, sinto segurança para enfrentar a mim mesma. Sinto a necessidade de assumir minha autocura, que antes tentava terceirizar ("Não adianta tentar terceirizar a autocura!" - a frase de Málu Balona foi contundente).



Existem outras pesquisas e diferentes formas, utilizadas por diferentes povos e grupos, corroborando o poder da vibração dos sons, como por exemplo:

O Milagre de 528 Hz Solfeggio e números de Fibonacci



5a. Sinfonia destrói células cancerígenas



Música de Beethoven causou a morte de 20% das células analisadas
A pesquisa, levada a cabo pelo Programa de Oncobiologia da 

Universidade Federal do Rio de Janeiro, analisou células MCF-7, ligadas ao cancro da mama. Ao expor as referidas células ao famoso tema, uma em cada cinco acabou por morrer, o que entusiasmou os envolvidos. Veja mais em 

http://novosinsolitos.blogspot.com 

Mantras

Abaixo, apenas alguns exemplos. Diferentes povos, desde a antiguidade, utilizam palavras, sons, intenções que, combinados, provocam vibrações poderosas. 



Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai Tsebayoth
”Santo, Santo, Santo é o Senhor, Soberano do Universo” 

Mantra  que expande amor, luz e paz. Une todos os biorritmos do corpo (personalidade encarnada) com os ritmos espirituais do corpo do Eu Superior (Ajustador de Pensamento), de modo que todos os sistemas circulatórios operem como um batimento do coração cósmico. Deve ser feito para discernir entre as forças celestiais espirituais e as "negativas". 

A saudação ativa um padrão de ressonância com o Trono do Pai que as "forças negativas" não conseguem suportar quando cumprimentadas com esta saudação. Esta saudação é tão forte que as "forças negativas" não conseguem permanecer nem por um lapso de tempo na presença de sua vibração. 

Cria distorções temporal-mentais-espirituais dentro de nosso corpo, que nos permitem crescer de um pequeno microcosmo ao nível próximo da 
Divindade. É a chave da transformação e a vibração central coordenando todas as vibrações com o veículo espiritual do Homem.

Fonte: Keys of Enoch - Chaves de Enoch - Dr. J.J. Hurtak


OM MANI PADME HUM




“Recebemos a Jóia da consciência no coração do Lótus” (recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa) É um dos mantras do budismo, o mais entoado pelos budistas tibetanos. De origem indiana, de lá foi para o Tibete. 

O mantra é associado ao deus de 4 braços Shadakshari, uma das formas de 
Avalokiteshvara, deusa da compaixão. Om fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses. O sofrimento do reino dos deuses surge da previsão da própria queda do reino dos deuses (isto é, de morrerem e renascerem em reinos inferiores). Este sofrimento vem do orgulho. Recitá-la o abençoa para atingir a perfeição na pratica da generosidade.

Ma fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses guerreiros (sânsc. asuras). O sofrimento dos asuras é a briga constante. Este sofrimento vem da inveja. Ajuda a aperfeiçoar a pratica da ética pura.

Ninguém fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino humano. O sofrimento dos humanos é o nascimento, a doença, a velhice e a morte. Este sofrimento vem do desejo. 

Ajuda a atingir a perfeição na pratica da tolerância e paciência.Pad fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino animal. 

O sofrimento dos animais é o da estupidez, da rapina de um sobre o outro, de ser morto pelos homens para obterem carne, peles, etc; e de ser morto pelas feras por dever. 

Este sofrimento vem da ignorância.  Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da 
perseverança. 

Me fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos fantasmasfamintos (sânsc. pretas). O sofrimento dos fantasmas famintos é o da fome e o da sede. 

Este sofrimento vem da ganância.  Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da 
concentração.Hum fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino do inferno. 

O sofrimento dos infernos é o calor e o frio. Este sofrimento vem da raiva ou do ódio.  Ajuda na conquista da perfeição na pratica da sabedoria.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre (palavras grifadas são links para pesquisa).
A senda das seis perfeições é a senda de todos os budas. Cada uma das seis silabas elimina um dos venenos da consciência humana.

OM - Dissolve o orgulho
MA - Liberta do ciúme e da luxuria.
NI - Consome a paixão e os desejos
PAD - Elimina a estupidez e danos.
ME - Liberta da pobreza e possessividade.
HUM - Consome a agressão e o ódio.
Neste trecho da minissérie feita a partir do livro de Jostein 

Gaarder, Sofia lê uma redação que arrebata a todos. 

Não basta saber. É preciso experimentar, praticar!

Ir mais além...

No link: REPROGRAMAÇÕES POR PALAVRAS E FREQUÊNCIAS, a comprovação de cientistas russos.



Total de visualizações de página

Página FaceBook